Jardins e varandas


Se você ainda tem a ideia de que, para morar em apartamento, precisa abrir mão de um jardim, está na hora de rever seus conceitos. Saiba que existem plantas que se adaptam muito bem a ambientes fechados. Ficou com vontade de montar o seu próprio jardim de apartamento? Então, confira dicas de alguns especialistas.


Em primeiro lugar, é necessário analisar em quais condições está a área na qual você pretende montar o seu jardim. Alguns lugares são mais iluminados, outros são mais arejados... a escolha das plantas deve ser feita de acordo com a disponibilidade de cada ambiente, é o que explica o proprietário da empresa Jardinagem Escobar, Sílvio Luís Jardim.


Sílvio conta que, em geral, as plantas para ambientes internos são cultivadas em vasos e devem ser mais resistentes, sem necessitar de luz e água em abundância. É o caso das Bromélias, de alguns Cactus e das Samambaias, por exemplo. E não esqueça de dar preferência às plantas verdes, já que flores sempre são mais delicadas.

A designer de interiores e professora da Escola Criart, Marli Leal da Silva, lembra que a busca por compactuar com o meio ambiente está cada vez maior. Por isso, as pessoas que moram em apartamentos vêm valorizando espaços como a varanda. Existe, inclusive, quem mistura folhagens com frutas e verduras, cultivando uma pequena horta nesta área da casa. "Nota-se uma grande preocupação com o consumo de alimentos sem conservantes", comenta. Além disso, as plantas contribuem muito com o equilíbrio da temperatura no ambiente.

Outra alternativa para quem quer manter plantas dentro do apartamento é o jardim vertical. Luiz Alberto Pinheiro, arquiteto e dono da Floricultura 3 Pinheiros, explica que a técnica é simples, com vasinhos encaixados uns nos outros e colados na parede. No entanto, é preciso estar atento à manutenção e ao tipo de planta usado. Como a água tende a escorrer para baixo, as folhagens da parte de cima ficam secas e sem nutrientes. Mas existem duas alternativas para o problema: ou você utiliza um sistema de irrigação especial, ou escolhe plantas que não precisam de muita água, como aquelas que crescem nas cascas das árvores. Neste caso, as Orquídeas são uma boa opção.

Luiz destaca, ainda, que as plantas mais adequadas a ambientes fechados são as chamadas plantas de sombra. Entre elas estão a Costela-de-adão, a Schefflera, o Asplenium, o Lírio da Paz e alguns tipos de palmeirinhas. O Antúrio também é uma boa pedida, contudo, essa flor necessita de uma ou duas horas de Sol por dia. Luiz Alberto também ministra cursos de jardinismo.





Um muro que virou jardim.

Um piso tipo deck, muito charmoso.










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário